sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

'BioShock Infinite' ganha modo de dificuldade mais alto exigido por fãs

Chamado de '1999 Mode', ele traz elementos dos títulos da época.
Haverá tela de 'Game Over' e jogador deverá controlar munições.

 

 

 

 

 

O aguardado game "BioShock Infinite" receberá um modo de dificuldade mais alto quando chegar às lojas ainda em 2012. De acordo com o produtor do game, Ken Levine, o objetivo é atender pedidos dos jogadores mais exigentes, que jogam games há muitos anos e que querem mais desafios.

Por conta disso, o nome do modo de jogo é "1999 Mode", remetendo aos jogos do final da década de 90, considerados mais difíceis do que os atuais. Este modo exigirá maior habilidade, um controle maior de munições, energia e armas e terá uma tela de "Game Over", que não existe no modo original de "BioShock Infinite".

 

"Sou um jogador das antigas e quero ter a certeza de que conseguiremos atender este tipo de gamer. Por isso, fizemos pesquisas que mostraram a necessidade de criar este modo", disse Levine em comunicado.

Após levar os jogadores para uma cidade no fundo do mar por duas vezes em "BioShock", o jogo “BioShock infinite” contará a história de uma cidade norte-americana chamada Columbia que flutua pelos Estados Unidos no ano de 1912 e na qual duas facções políticas, o Vox Populi, um grupo de esquerda, e os direitistas do grupo Founders disputam o controle. O jogador e a personagem na qual ele deve salvar, Elizabeth, podem usar poderes paranormais para fugir do lugar.

O jogo mistura elementos de RPG com jogos de tiro em primeira pessoa (em que o jogador enxerga apenas a arma do personagem) e está em desenvolvimento para PlayStation 3, Xbox 360 e PC. "BioShock Infinite" tem previsão de lançamento para 2012, mas ainda não foi divulgada uma data para ele chegar às lojas.

 Game 'BioShock Infinite' se passa em 1912 em uma cidade norte-americana flutuante chamada Columbia (Foto: Divulgação)

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

'Max Payne 3', que se passa em SP, tem lançamento adiado para maio

Produtora Rockstar alegou precisar de mais tempo para garantir qualidade.
Jogo estava previsto para chegar em março.

 

 

 

O game "Max Payne 3", da Rockstar, teve sua data de lançamento adiada para 15 de maio nos Estados Unidos. Previsto para ser lançado em março, a produtora alegou precisar de mais tempo para "garantir qualidade da experiência de jogo". O título, que será lançado para PlayStation 3, Xbox 360 e PC, tem história que se passa na cidade de São Paulo.

A nova data de lançamento vale para os consoles PS3 e X260 nos EUA. No comunicado, a Rockstar afirma que o game será lançado internacionalmente no dia 18 de maio, não indicando quais países receberiam o título nesta data. Para o PC, o game tem previsão de lançamento para o dia 29 de maio.

Em "Max Payne 3", o herói da série vem para o Brasil onde trabalha como guarda-costas de uma família rica. Ele irá enfrentar traficantes locais e outros inimigos em diversos locais conhecidos da capital paulistana e favelas.

Empresa chinesa apresenta celular de pulso com sistema Android

Aparelho custa US$ 200 e tem 32 GB de capacidade.
Celular possui câmera para fotos e vídeos.

 

 

 

Uma empresa chinesa chamada Shenzhen Huitengmei Electronic apresentou um celular que roda sistema Android e que pode ser usado como um relógio de pulso. O aparelho aceita chip GSM, acessa rede Wi-Fi e 3G, tem câmera tem 32 GB de capacidade de armazenamento.

De acordo com a empresa, os processadores do aparelho são similares ao primeiro modelo do iPhone, lançado em 2007. Entretanto, os componentes foram reduzidos para criar um "celular de pulso". A versão do Android usada é a 2.2.

A companhia vende o celular por US$ 200, mas aceita encomendas de, no mínimo, 500 peças.

Celular de pulso permite fazer ligações telefônicas e acessar a internet (Foto: Divulgação)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

No Brasil, PlayStation Vita será 'levemente' mais caro do que o PS3

 

 

 

O preço ainda não foi divulgado, mas a Sony deu uma pista de quanto o PlayStation Vita, o novo portátil da empresa, irá custar quando chegar ao Brasil no dia 22 de fevereiro. Ele será “levemente” mais caro do que o PlayStation 3 no país, de acordo com Glauco Rozner, gerente geral da divisão PlayStation da Sony Brasil.

O PlayStation Vita é o sucessor do PSP, videogame portátil da Sony lançado em 2004. Ele tem tela sensível ao toque, duas alavancas analógicas, uma área sensível na parte traseira e pode se conectar na internet, tanto para navegar em sites quanto para jogar on-line, por meio das conexões Wi-Fi e 3G.

 

 


Para o mercado brasileiro, o Vita virá em um pacote que, além do aparelho, contém uma capa para guardar o portátil, um cartão de memória e com o game “ModNation Racers”. Segundo Rozner, o fato de o pacote trazer mais itens torna o videogame “levemente mais caro” do que o PlayStation 3 vendido no Brasil.

“[O cartão de memória é importante] porque alguns dos jogos requerem seu uso e também ele é necessário para gravar conteúdo baixado da internet”, diz o executivo. “Por isso, o objetivo do pacote é que [o usuário] tenha todos os recursos para sair usando o videogame logo após o momento da compra”.
22 games no lançamento
A Sony promete ter 22 jogos do PlayStation Vita nas lojas nos primeiros dias de lançamento. Entre eles o aguardado “Uncharted: Golden Abyss”, “FIFA 12”, “Modnation Racers: Road Trip”, “F1 2011” e “Michael Jackson: The Experience”.

A loja virtual PlayStation Store também terá games para a compra por meio de download já na estreia do portátil. Entretanto, apenas alguns dos que estarão disponíveis em caixinha poderão ser comprados em formato digital em um primeiro momento. A promessa da Sony é que o portfólio aumente com as semanas.
Redução de preço do PS3

Entre as metas da Sony em 2012, de acordo com Rozner, é aumentar a quantidade de jogos disponíveis para PS3, PSP e PS Vita, e tentar trazer um preço mais competitivo, “passando por mudanças na estratégia de manufatura da empresa”. “Esperamos anunciar ao longo de 2012 estas mudanças que vão aumentar a competitividade do PlayStation no Brasil”.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Blizzard lança site em comemoração aos 15 anos da série 'Diablo'

Primeiro jogo da série foi lançado em 31 de dezembro de 1996.
'Diablo III' deve ser lançado em 2012 e é um dos games mais aguardados.

 

 

 

 

A Blizzzard lançou um site em comemoração aos 15 anos da série "Diablo", que deve receber sua terceira versão ainda em 2012. O game de RPG original foi lançado para PC em 1996 e "Diablo II", o último da franquia, chegou às lojas no ano 2000.

No site (clique aqui), os fãs podem assistir a entrevistas com os produtores dos três games e uma grande retrospectiva que conta a história do mundo do jogo. Informações sobre os títulos passados também podem ser acessadas.

'Diablo III' ainda não tem data de lançamento, mas espera-se que ele tenha seu lançamento ainda em 2012. Há rumores de que os consoles podem receber uma versão do game.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Falha em RPG on-line de 'Star Wars' faz jogador ficar invencível ao dançar

Gamers usam o 'bug' para conseguir vantagem em batalhas.
Jogadores divulgaram vídeos mostrando como usar a falha.

 

 

Uma falha de programação no game de RPG massivo on-line (MMO) "Star Wars: The Old Republic" faz com que qualquer jogador fique imune aos ataques de adversários ao dançar durante uma batalha. Vídeos publicados na internet mostram gamers utilizando o bug para vencer os inimigos mais difíceis.

Em qualquer momento que o jogador se sentir em perigo, basta digitar o comando "/getdown". O personagem irá dançar e os ataques do adversário não causarão danos.

Até o momento, a Electronic Arts, produtora do game desenvolvido pela BioWare, não se manifestou sobre o problema, mas deve lançar uma atualização do game para corrigir a falha.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Google, Facebook e Amazon podem interromper acessos em protesto

Empresas protestam contra lei antipirataria do Senado norte-americano.
SOPA quer punir sites por distribuição ilegal de conteúdo pelos usuários.

 

 

 

xraydiscovery2010-ps

O Google, o Facebook e a Amazon podem interromper seus serviços coordenadamente em protesto contra uma lei antipirataria que está em discussão no Senado norte-americano, de acordo com o site da Fox News.

Chamada de SOPA, sigla para Stop Online Piracy Act (pare com a pirataria on-line, em, tradução), a lei tem reforço de representantes da indústria de cinema e de música do país que querem evitar a perda de vendas de seus produtos distribuídos gratuitamente na web. O projeto responsabiliza os sites pelo conteúdo publicado ou distribuído ilegalmente pelos usuários, sugerindo que as empresas encontrem meios para impedir a pirataria. As penas incluem fechamento do site e até cinco anos de prisão.

Disney, Universal, Paramount e Warner Bros., grandes estúdios de Hollywood, apóiam a lei, enquanto Google, Amazon, Facebook, eBay, Twitter, PayPal, Zynga, Mozilla, entre outras, são contra.

O diretor da NetCoallition, uma associação das empresas da internet contra a lei, Markham Erickson, afirmou que a Mozilla, que desenvolve e distribui o browser Firefox, já desligou seus servidores durante um dia e que outras empresas como a Wikimedia, responsável pelo Wikipédia, pensa em fazer o mesmo.

Caso o serviço desses sites seja interrompido, os usuários não poderão fazer pesquisas no Google, atualizar o Facebook ou publicar mensagens no Twitter, por exemplo. No lugar das páginas, segundo Erickson, apareceriam mensagens contra a lei. "As pessoas precisam entender o impacto destas medidas pois estas normas mudam o modo como se usa a internet".

Há alguns dias, 40 mil sites retiraram seus serviços do provedor GoDaddy após a companhia afirmar que apoia o SOPA. A NetCoallition publicou uma carta em novembro relatando os perigos da aprovação da lei. Até Sergey Brin, cofundador do Google se manifestou: "Embora eu entenda o objetivo da proposta de reduzir a pirataria on-line, mas estou surpreso que quem cria nossas leis poderia contemplar estas medidas que nos colocariam ao lado das nações mais opressivas do mundo."

Navegador Chrome ganha emulador de games de fliperama antigos

MAME foi convertido para o browser por engenheiro do Google.
Site oficial do emulador possui games gratuitos.

 

 

 

 

Após receber o game "Angry Birds", o navegador Chrome, do Google, recebeu o emulador de games antigos de fliperama "MAME", abreviação para Multiple Arcade Machine Emulator. O programa faz com que jogos das décadas de 80 e 90 para a plataforma rodem diretamente no browser.

O uso do programa é simples, mas exige que o usuário tenha as ROMs dos games, ou seja, um arquivo que contém os títulos para jogar. A grande maioria dos jogos é protegida por direitos autorais. O programa no Chrome, contudo, possui alguns títulos grátis para o usuário jogar. Outros games gratuitos podem ser encontrados no site oficial do MAME.

Segundo o site Gizmodo, o MAME para o navegador Chrome foi desenvolvido pelo engenheiro do Google Robert Muth. Ele publicou no blog de desenvolvedores da companhia os desafios que ele enfrentou para tornar o programa compatível com o Chrome.

O MAME para o Chrome está disponível na loja de aplicativos do navegador.

Film Foundation